Pesquisa Lauro Hoje

De padeiro e vendedor de picolé a vereador: a história de um vencedor.

Por Jorge Matos em 17/10/2020 às 09:41:47
Alemão espera voltar à Câmara

Alemão espera voltar à Câmara

"Self made man", (literalmente "homem que se fez sozinho") é uma expressão da língua inglesa a rotular as pessoas que vencem na vida, teoricamente sozinhos, sem ajuda de ninguém. Balela, ninguém é auto-suficiente a tal ponto; mas se houvesse justiça ao adjetivar alguém com essa expressão, uma das pessoas que merecerem esse rótulo na Bahia é o senhor Antonio Noelio Libanio (71), conhecido como "Alemão". Nascido em Cairu, no Baixo Sul baiano, onde sobrevivia, ao lado da mãe, como catador de caranguejo, foi abandonado pelo pai, que só viria a reconhece-lo como filho muitos anos depois, Alemão e sua mãe, dona Maria, desembarcaram em Salvador no ano de 1960.

No início, morou de favor, com a mãe, em um sótão na rua Saldanha da Gama, no centro da cidade. Espaço cedido pelo espanhol Garrido, proprietário da Padaria Cairu, na parte baixa do Elevador Lacerda, onde foi seu primeiro emprego. Lá aprendeu o ofício de padeiro, mais tarde aperfeiçoado na padaria Elétrica, na rua Da Ajuda.

Alemão recorda que ao terminar seu turno de trabalho na padaria, aproveitava o tempo para vender picolé: "vendia picolé na praça Cairu e ganhava um dinheirinho a mais", diz Alemão.

Depois de 14 anos morando no centro da cidade, mudaram-se, ele e a mãe, para o bairro de Pernambués e, posteriormente, para a Sussuarana.

"A Sussuarana era um bairro praticamente abandonado. Apenas quatro ônibus rodavam por lá; eles eram dirigidos por "seu" Manoel, "seu" Jairo, "seu" Milton e "Farinha Ruim"" lembra Alemão. Na Sussuarana Alemão montou seu fabrico de pão e de pastéis.

O início na política

Inconformado com a situação dos moradores da Sussuarana, abandonados pelo poder público, Alemão arregaçou as mangas e partiu "pra cima": aconselhou-se com o então vereador Silvoney Salles que lhe sugeriu fundar uma associação dos moradores do bairro, o que lhe daria maior poder para negociar com a prefeitura. A partir daí, assumir o papel de líder, foi inevitável. Concorreu a Camara de Vereadores e foi eleito, em 2008 com 7.660 votos.

Como vereador, Alemão conseguiu uma série de obras para o bairro. E é ele quem enumera: "fizemos o projeto "Viver Melhor", que construiu 128 escadas no bairro; ampliamos as linhas de ônibus com o apoio do saudoso deputado Pedro Irujo; construímos conjuntos habitacionais para a população de baixa renda, melhorando as condições de moradias de muita gente; construímos a escola Eraldo Tinoco, a maior do bairro; mais recentemente, mesmo sem mandato, levamos iluminação de LED para várias ruas no bairro; requalificamos a avenida Ulisses Guimarães; enfim, foram muitas realizações".

Além da Sussuarana, Alemão desenvolve um importante trabalho também no bairro de Jaguaripe, onde já conseguiu asfalto para 20 ruas.

Projetos

Caso consiga voltar a Camara nas próximas eleições, onde concorre pelo PMN com o número 33222, e convicto de que a educação é a base de tudo, Alemão promete um esforço muito grande na área educacional: "pretendo trabalhar pela escola em tempo integral, sem abandonar as obras tradicionais de asfalto, escadarias, iluminação e outras".

Perguntado sobre o acesso dos eleitores ao gabinete, após a eleições, Alemão foi taxativo: "as portas estarão abertas para receber a todos. Considero uma obrigação do vereador dialogar com o eleitor. Mesmo em situações em que não podemos resolver o problema, temos que fazer o encaminhamento para quem possa".

Fonte: Redação

LauroZap Fullbanner

Comentários