Pesquisa Lauro Hoje

Mais de R$ 3 milh√Ķes s√£o destinados à √°rea de Livro, Leitura e Escrita

Por Elaine Araújo em 14/10/2020 às 07:45:43

Com o Programa Aldir Blanc Bahia (PABB), a Funda√ß√£o Pedro Calmon (FPC/SecultBa) vai destinar R$ 3,5 milh√Ķes para profissionais da √°rea de cultura que estimulam o acesso ao livro, leitura e escrita no estado. A categoria Livro e Leitura, do Pr√™mio Funda√ß√£o Pedro Calmon, contempla iniciativas culturais que tenham colaborado para a forma√ß√£o de leitores e mediadores de leitura, bem como para a democratiza√ß√£o do acesso aos livros em diferentes suportes.


Estreante entre as modalidades da Premia√ß√£o, 10 iniciativas de eventos liter√°rios do estado v√£o receber R$ 200 mil cada. Segundo o diretor geral da FPC, Zulu Araújo, esta premia√ß√£o pretende "atingir todos aqueles, que de forma anônima e muitas vezes silenciosas, proporcionam o prazer da leitura, da produ√ß√£o do livro, da conta√ß√£o de histórias, da pesquisa e da memória".


Entre os critérios de sele√ß√£o de premia√ß√£o, as propostas devem contemplar articula√ß√Ķes entre o proponente e institui√ß√Ķes locais, em especial, a Secretaria de Cultura e Educa√ß√£o dos Municípios, rela√ß√£o com a Biblioteca Pública Municipal, inclus√£o da popula√ß√£o local na produ√ß√£o do evento, a capacidade de mobiliza√ß√£o regional, representa√ß√£o territorial, crian√ßas e jovens como público priorit√°rio, promovam rodadas de negocia√ß√£o entre os profissionais da cadeia produtiva do livro, diversidade de g√™nero e de ra√ßa na programa√ß√£o e público-alvo, acessibilidade através da inclus√£o de atividades de promo√ß√£o ao livro e à leitura acessíveis a PcDs e devem ocorrer entre janeiro e 10 de abril de 2021 nos Territórios de Identidade da Bahia.


Dentro da categoria Livro e Leitura, também ser√£o premiadas 50 iniciativas, com valor unit√°rio de R$25 mil, totalizando R$ 1,250 milh√£o. Essas propostas precisam estar relacionadas a forma√ß√£o de leitores, de mediadores de leitura, à promo√ß√£o e democratiza√ß√£o do acesso a livros. As iniciativas precisam atender algumas exig√™ncias como a cria√ß√£o de ambientes físicos ou virtuais para a pr√°tica da leitura, da escrita ou da divulga√ß√£o de livros com acessibilidade; o estímulo à forma√ß√£o de redes criativas, sociais e culturais voltadas para o livro, a leitura e a escrita; além do fomento à publica√ß√£o, autopublica√ß√£o, interc√Ęmbio e divulga√ß√£o de autores baianos.


Quem pode se inscrever? – Em atendimento aos critérios dispostos pelo Decreto estadual N¬ļ 20.005, de 21 de setembro de 2020, podem participar das chamadas públicas abertas pelo Programa Aldir Blanc Bahia pessoas físicas ou jurídicas com atua√ß√£o cultural, e estabelecidas ou domiciliadas na Bahia h√° pelo menos 24 meses. Grupos e coletivos culturais que n√£o se constituam como pessoa jurídica de direito privado dever√£o comprovar sua atua√ß√£o no estado h√° pelo menos 24 meses.

Programa Aldir Blanc Bahia – Criado para a efetiva√ß√£o das a√ß√Ķes emergenciais de apoio ao setor cultural, o Programa Aldir Blanc Bahia (PABB) visa cumprir os incisos I e III da Lei Aldir Blanc (Lei Federal n¬ļ 14.017, de 29 de junho de 2020) e suas regulamenta√ß√Ķes federal e estadual. As a√ß√Ķes s√£o a transfer√™ncia da renda emergencial para os trabalhadores e trabalhadoras da cultura, e a realiza√ß√£o de chamadas públicas e concess√£o de pr√™mios. O PABB tem execu√ß√£o pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, geridas por meio da Superintend√™ncia de Desenvolvimento Territorial da Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identit√°rias; e as suas unidades vinculadas: Funda√ß√£o Cultural do Estado da Bahia, Funda√ß√£o Pedro Calmon, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural.



LauroZap Fullbanner

Coment√°rios