Pesquisa Lauro Hoje

Operação da PF mira exploração ilegal de diamantes em terra indígena em RO

Por Elaine Araújo em 24/09/2020 às 11:43:05
Diamante apreendido durante investigações da Polícia Federal em Terra Indígena de Rondônia ¬- Foto: PF/Divulgação

Diamante apreendido durante investigações da Polícia Federal em Terra Indígena de Rondônia ¬- Foto: PF/Divulgação

Nesta quinta-feira (24), a Polícia Federal deflagrou a Opera√ß√£o Crassa contra a explora√ß√£o ilegal de diamantes na Terra Indígena Cinta Larga e na Reserva Roosevel,t em Rondônia.

As pedras preciosas, segundo a PF, s√£o retiradas ilegalmente e passam por avalia√ß√£o de intermedi√°rio até serem vendidas em joalherias. No total s√£o cumpridos 53 mandados de busca e apreens√£o no interior de Rondônia, S√£o Paulo, Roraima, Paran√°, Piauí, Mato Grosso, Minas Gerais e Distrito Federal.

Investiga√ß√Ķes indicam que o esquema movimenta cerca de US$ 20 milh√Ķes por m√™s.

Os diamantes da reserva est√£o entre os considerados como mais valiosos do mundo. Entre os alvos da opera√ß√£o est√£o lideran√ßas indígenas, garimpeiros, intermedi√°rios e empres√°rios.

De acordo com a investiga√ß√£o da PF, esses líderes autorizavam a entrada de garimpeiros na reserva. Depois, um intermediador fazia a ponte com um comprador.

As investiga√ß√Ķes ocorrem desde 2018, após a pris√£o em flagrante de tr√™s pessoas em posse de diamantes da Reserva Roosevelt.

Local onde acontece extra√ß√£o ilegal de diamantes próximo a Espig√£o D'Oeste em Rondônia — Foto: PF/Divulga√ß√£o

Local onde acontece extra√ß√£o ilegal de diamantes próximo a Espig√£o D'Oeste em Rondônia — Foto: PF/Divulga√ß√£o

De acordo com as informa√ß√Ķes divulgadas pelo G1, garimpeiros, lideran√ßas indígenas, financiadores do garimpo, avaliadores, comerciantes e intermediadores que estabelecem a conex√£o entre os fornecedores e o mercado consumidor nacional e internacional também est√£o envolvidos no processo.

As investigados indicam presen√ßa de organiza√ß√Ķes criminosas, usurpa√ß√£o de bens da Uni√£o e lavagem de dinheiro.



Fonte: com informa√ß√Ķes de G1

LauroZap Fullbanner

Coment√°rios