Pesquisa Lauro Hoje

Internet em alta velocidade vai chegar a universidades do oeste da Bahia

Por Jorge Matos em 08/09/2020 às 13:57:58

A implantação de circuitos de internet em alta velocidade para universidades e instituições de ciência e tecnologia tem avançado em toda a Bahia. O Governo da Bahia, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), e a Rede Nacional de Pesquisa (RNP) trabalham em conjunto para expandir o Programa Veredas Novas pelo estado, beneficiando estudantes, professores e pesquisadores das mais variadas áreas do ensino. Após a ativação do circuito no município de Paulo Afonso, esta também em parceria com a RePEPE – Rede Pernambucana de Pesquisa e Educação, os esforços se concentram no oeste baiano, com a instalação de 1Gbps de banda larga no 1º semestre de 2021, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb), sendo o primeiro passo para implantação de circuitos de banda larga na região. Há a expectativa de que antes de Barreiras, as cidades de Vitória da Conquista, Guanambi, Senhor do Bonfim, Itaberaba, Itabuna e Ilhéus tenham seus circuitos ativados.

O Coordenador Geral de Infraestrutura de TI da Secti, Grinaldo Oliveira, explica como funciona a parte técnica do projeto. "A implantação de novos circuitos na região Oeste é possível graças a disponibilidade de canais da linha de transmissão elétrica existente entre Serra da Mesa, no Tocantins, e Camaçari, na Bahia, da empresa Taesa. Para a realização deste projeto, um cabo de fibra ótica acompanha o cabo elétrico e faz com que a região Oeste possa ser atendida através da abertura do cabo da Taesa, em Rio das Éguas, no município de Correntina", disse ao ressaltar que esta ação tem parceria de provedores nacionais, o que vai permitir, no futuro, a expansão da rede para beneficiar entidades privadas e outras ligadas a associações de agricultores do Oeste, tais como Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e Cooperativa dos Produtores Rurais da Bahia (Coperfarms).

A secretária da Secti, Adélia Pinheiro, destaca a importância da parceria com a RNP para levar internet de qualidade aos quatro cantos da Bahia onde houver uma Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT). "Com esta ação, o campus da Uneb passa a contar com uma velocidade 20 vezes maior que a atual, aliando qualidade à redução do custo mensal de manutenção. Este trabalho de interiorização, potencializará as pesquisas existentes na região, pois conectamos não só a Uneb, a Ufob e o Ifba, mas também a possibilidade de que a rede beneficie, futuramente, o setor agrícola local, que é de suma importância para nossa Bahia", disse.

A ação faz parte do Programa Veredas Novas, que visa o atendimento em banda larga no interior dos estados brasileiros para ciência, tecnologia e inovação. A cooperação técnica entre Secti e RNP visa conectar em alta velocidade diversas instituições de ensino e pesquisa, universidades e institutos tecnológicos. Vale lembrar que o circuito é essencial para integrar os cientistas e pesquisadores de regiões distantes dos grandes centros com a comunidade acadêmica mundial, possibilitando o desenvolvimento de pesquisas científicas ainda mais relevantes para a comunidade local.

Para o diretor-geral da RNP, Nelson Simões, a parceria com os Estados para implantação de infovias, neste caso, com a Secti Bahia, tem beneficiado a interiorização e sustentação da plataforma digital para ensino e pesquisa na Bahia. "A união de diversos atores da sociedade - governos, universidades e parceiros privados – está impulsionando a ciência, a pesquisa e a educação no país, beneficiando milhares de alunos, professores e pesquisadores. Por meio dessas parcerias, vamos potencializar a inclusão digital e integrar com maior qualidade e velocidade o território de forma local e global", finalizou Simões.

Fonte: Secom Bahia

LauroZap Fullbanner

Comentários