Pesquisa Lauro Hoje

Vade retro, satanás!

Jorge Matos

Por Elaine Araújo em 27/07/2020 às 15:45:31

Sei que bolsonaro (atenção revisor: gente minúscula se escreve com letra minúscula!) tem muitos seguidores. Apesar de que o número vem caindo bastante, principalmente depois da escapada do moro (revisor, vale a mesma regra!) e de mandetta (idem) do governo. E esses que ainda insistem em chama-lo de "mito" não vão gostar do que vou dizer, Mas, gostem ou não, fato é que eu não estou aqui para agradar ninguém e sim para dizer a verdade. E a verdade é que o Brasil piorou muito depois que bolsonaro assumiu a presidência da República em 1º de janeiro de 2019.

Até parece castigo divino. Depois que o cara assumiu, tudo piorou. O desemprego atingiu índices altíssimos; a aposentadoria ficou mais distante; os direitos trabalhistas foram para o espaço; as queimadas na selva amazônica multiplicaram-se; houve derramamento de petróleo nas praias nordestinas; rompimento da barragem em Brumadinho, Minas Gerais, com centenas de mortos; queda do poder de compra do salário mínimo; furacão em Santa Catarina; a chegada do coronavírus; aumento nas violações dos direitos humanos e agora até a possibilidade de ataque de gafanhotos. No mesmo período, vários ministros caíram fora, o presidente brigou com os franceses, com os chineses, venezuelanos e argentinos e as fake News continuaram como antes das eleições. Tudo isso em pouco mais de um ano!

É desastre atrás de desastre. E o que faz o presidente? O mesmo que peixe faz: nada. Obras, nenhuma que mereça destaque. Limitou-se a inaugurar uma parte pequena (6%) das obras de transposição do Rio São Francisco, obra dos governos de Lula e Dilma que leva água para milhões de pessoas no Nordeste. Foram um ano e sete meses de politicagem e brigas. Como dizemos aqui na Bahia, só presepada!

Tá na hora do povo acordar e começar a se movimentar para derrubar esse incompetente do poder.

Vem aí o Sete de Setembro e, se Deus quiser, já estaremos livres da pandemia para que possamos ir às ruas dar o segundo grito de liberdade, exigindo a saída desse beócio do governo. Alguns vão dizer que mourão (...) também não é grande coisa. E eu concordo. Mas tenho certeza que pior não pode ser.

Jorge Matos

LauroZap Fullbanner

Comentários